sábado, 26 de março de 2011

Hora do Planeta

Sábado, dia 26 de março, das 20h30 às 21h30. Apague as luzes para ver um mundo melhor.
A Hora do Planeta, conhecida globalmente como Earth Hour, é um ato simbólico no qual todos são convidados a mostrar sua preocupação com o aquecimento global. É uma iniciativa global da Rede WWF para enfrentar as mudanças climáticas.

Durante a Hora do Planeta, pessoas, empresas, comunidades e governo são convidados a apagar suas luzes pelo período de uma hora para mostrar seu apoio ao combate ao aquecimento global.

Em 2010, a Hora do Planeta foi um sucesso absoluto, com recordes estabelecidos no mundo e no Brasil. Globalmente, 105 nações, 4.211 cidades e 56 capitais nacionais aderiram. Já no Brasil, mais de três mil empresas, 579 organizações, três governos e 98 prefeituras participaram do movimento simbólico de alerta contra o aquecimento global e em favor da conservação de ecossistemas terrestres e aquáticos.

Junte-se a este movimento!
Visite o site www.horadoplaneta.org.br e veja como participar!

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia Mundial da Água - 22 de março

Dia Mundial da Água 

No dia 22 de março, é celebrado o Dia Mundial da Água que foi criado pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas através da resolução A/RES/47/193 de 22 de Fevereiro de 1993, declarando todo o dia 22 de Março de cada ano como sendo o Dia Mundial das Águas (DMA), para ser observado a partir de 1993, de acordo com as recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento contidas no capítulo 18 (Recursos hídricos) da Agenda 21*.

O tema deste ano enfatizará as questões relacionadas às águas compartilhadas entre nações. Com 12% da água doce do mundo, o Brasil é destaque no V Fórum Mundial das Águas, em Istambul, na Turquia. Organizado a cada três anos pelo World Water Council (WWC) em colaboração com o país sede, o encontro é uma oportunidade para representantes de governos, gestores e usuários debaterem os rumos das políticas públicas de recursos hídricos. A proposta da reunião é contribuir para que os tomadores de decisões avancem em direção à cooperação global para o uso sustentável da água, sob os quais se assenta o futuro do planeta.

A água é um dos recursos naturais mais preciosos e importantes do mundo. Boa parte desse recurso encontra-se ameaçado pelos problemas socioambientais existentes como poluição, contaminação e degradação dos mananciais que tem sido responsáveis pela diminuição da oferta de água potável.

Estima-se que haja cerca de 1,4 bilhões de km3 de água em todo o planeta Terra. Desse total, cerca de 2,5% corresponde a água doce que está armazenada sob a forma de neve, geleiras e reservas subterrâneas. Para consumo humano, há menos de 1% de água doce disponível que pode ser encontrada nos rios, lagos, lagoas ou em reservas subterrâneas pouco profundas o que daria cerca de 0,01% de toda a água existente no planeta.
Segundo cifras das Nações Unidas, 1.2 bilhões de pessoas não têm acesso a uma quantidade suficiente de água para satisfazer suas necessidades básicas a um preço de acordo a suas possibilidades financeiras. Dessas, quase 100 milhões vivem na América Latina*.
No Brasil, apenas 91% das casas são atendidas por rede de abastecimento de água e menos da metade (57,4%) conta com sistema de coleta de esgoto sanitário. A situação é agravada pelo mau uso dos recursos hídricos. O sistema de abastecimento, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, desperdiça 30%, de toda a água, número que aumenta se considerados os hábitos de consumo da população, que faz com que parte da água tratada tenha uma destinação inadequada.

De todos os problemas existentes, a poluição das águas é um dos fatores mais preocupantes. Entre as principais fontes poluidoras é possível citar o derramamento de esgotos industriais e domésticos, a contaminação por agrotóxicos, o acúmulo de resíduos sólidos, o vazamento de petróleo e os resíduos químicos que são extremamente prejudiciais aos ecossistemas e a saúde humana.

Apesar de haver esforço para a gestão dos recursos hídricos, ainda há muita o que ser feito para preservar e conservar os mananciais. Problemas como desmatamento de matas ciliares, o assoreamento das nascentes e a construção de grandes represas e barragens, ocasionando a extinção de rios secundários são os desafios encontrados pelas políticas de gestão das águas.
É preciso tem consciência de que água é um bem renovável, mas que pode acabar. Por isso, mudanças de atitudes e a formação de uma consciência ambiental global são necessárias para a preservação e conservação dos rios, lagos e lagoas e para evitar a escassez de água.

Fonte: www.terrazul.m2014.net

Leia mais sobre Água em:

Dia Internacional da Eliminação da Discriminação Racial - 21 de março

Eliminação da Discriminação Racial
De acordo com o artigo 1º da Convenção Internacional sobre a Eliminação de todas as Formas de Discriminação Racial, da ONU,

[...] "discriminação racial" significa qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência fundadas na raça, cor, descendência ou origem nacional ou étnica que tenha por fim ou efeito anular ou comprometer o reconhecimento, o gozo ou o exercício, em igualdade de condições, dos direitos humanos e das liberdades fundamentais nos domínios político, econômico, social, cultural ou em qualquer outro domínio área da vida pública. 

A humanidade teve de conviver com o fantasma da segregação racial em vários momentos de sua história. O Brasil, por exemplo, foi a última nação das Américas a abolir a escravidão. Entre 1550 e 1850, foram trazidos mais de 3 milhões e 600 mil africanos ao Brasil, cuja força de trabalho produziu a riqueza do país durante trezentos anos.
Quando a princesa Isabel assinou a Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, libertando todos os escravos, já era muito tarde. A maioria deles não pôde aproveitar a liberdade, porque foi lançada numa sociedade preconceituosa. Sua reintegração não obedeceu a nenhum planejamento e não houve previsão de nenhum tipo de ajuda. Sem dinheiro, sem casa e sem comida, a maioria dos negros voltou à sua antiga posição de trabalho para poder sobreviver. 

Os séculos de exploração do povo negro, o estado de abandono e o preconceito da sociedade geraram os efeitos nefastos observados na nossa sociedade moderna. A grande faixa da população carente é composta de pessoas negras, fato que as leva à marginalidade. 

Não foi só o Brasil, contudo, que viveu a triste história do racismo e da exploração dos povos negros. Os Estados Unidos foram uma das nações que empregaram o trabalho escravo no seu desenvolvimento econômico. Mais tarde, pagaram o trabalho dos negros com uma das mais violentas perseguições raciais de que se tem notícia. A situação era semelhante nas colônias africanas dominadas por Inglaterra, França, Holanda e Portugal. 

A cidade de Johannesburgo, na África do Sul, viveu um dos dias mais tristes de sua história em 21 de março de 1960. Um protesto pacífico de vinte mil negros tomou as ruas da cidade, contra a lei do passe, que obrigava os negros a portarem cartões de identificação, determinando os locais onde eles podiam circular. O exército, comandado pelos brancos, atirou sobre a multidão; o saldo da violência foi de 69 mortos e 186 feridos. A data foi instituída pela ONU como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Social.

A lei do passe era apenas uma das muitas leis criadas pelo apartheid - sistema político de segregação racial que separava as pessoas brancas, descendentes dos colonos europeus, dos negros, na África do Sul. Era uma espécie de racismo legalizado, que vigorou nesse país de 1948 a 1990. O apartheid, que significa "separação", atingia a habitação, o emprego, a educação e os serviços públicos. Os negros não podiam ser proprietários de terras, nem tinham direito de participar na política. Eram obrigados a viver em zonas residenciais, geralmente superpovoadas e miseráveis, separadas das luxuosas casas dos brancos. Os casamentos e relações sexuais entre pessoas de raças diferentes eram considerados ilegais.
Liderados por Nelson Mandela, os negros criaram o Congresso Nacional Africano (CNA) considerado ilegal. A partir daí, passaram a se organizar para protestar pacificamente contra o regime do apartheid. Após o incidente de 21 de março, o CNA adotou a luta armada. Nelson Mandela foi preso e condenado à prisão perpétua. 

A partir de 1975, em virtude das pressões internacionais e da atuação da ONU, o apartheid começou a decair. Em 1991, o presidente Frederick de Klerk condenou oficialmente o apartheid e libertou os líderes políticos, entre eles Nelson Mandela. Ao serem as leis segregacionistas abolidas, as eleições presidenciais foram convocadas em 1994, com a participação dos negros. Nelson Mandela foi eleito presidente da África do Sul, com a importante missão de promover a integração entre brancos e negros. 

Hoje em dia, as nações vêm se empenhando para dar manutenção a uma sociedade cada vez mais igualitária. Os países democráticos - entre eles, o Brasil - já dispõem de leis que garantem plenos direitos a todos, independentemente de sua raça. Essa conquista humanitária demonstra que os valores segregacionistas de antigamente não mais têm lugar na construção de um mundo mais justo e igualitário.

Fonte: www.paulinas.org.br

terça-feira, 15 de março de 2011

Dia do Circo (27 de março) - palhacinhos para colorir

 
Encontrei esses fofinhos nestes blogs:
Ensinando e Aprendendo



 

 
 Partilhando Ideias e Ideais

segunda-feira, 14 de março de 2011

Dia da Escola - 15 de março

Educação 

Desde pequeninos, nós precisamos de contato. O primeiro núcleo de contato que conhecemos é a família. A escola é que separa o indivíduo da família e ajuda a preparar a criança para as regras e os limites da vida em sociedade. É o principal espaço que possibilita a convivência e a socialização.
Acompanhar o desenvolvimento de um aluno é missão das mais importantes. Cada fase da nossa vida é marcada por diferentes necessidades e capacidades a serem exploradas; estamos sempre aprendendo e nos adaptando a novas situações. A escola é, então, um referencial do nosso crescimento e precisa oferecer aos alunos as condições necessárias para que cada fase seja atravessada da melhor forma possível.
Além disso, enquanto ainda somos estudantes, passamos grande parte do nosso dia na escola. Se você já passou muitos anos estudando na mesma escola, sabe como as pessoas vão se conhecendo melhor e como são formados laços que às vezes ficam para a vida inteira.
Por outro lado, se você já esteve em diferentes escolas, é capaz de perceber como cada uma tem regras diferentes, espaços físicos diferentes, professores, inspetores, luz, cheiro, festas diferentes. E dá até para ver como cada um destes elementos foi importante para você gostar ou não da escola, e até mesmo sair dela.
Uma boa escola é aquela que permite o desenvolvimento integral do aluno. Isto inclui aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais, com a ajuda da família e da comunidade. Sua escola faz isto por você?

Espaço para os alunos especiais nas escolas

Ir à escola é fundamental para que a pessoa se sinta incluída na sociedade. É fazer parte, é ser reconhecido, ter seu espaço.
Existem pessoas portadoras de necessidades especiais para as quais são criadas oportunidades de freqüentarem este espaço tão importante para as nossas vidas. É este o princípio da pedagogia da inclusão: inserir as crianças especiais nas salas de aula, junto com as outras crianças. Pouco a pouco, as barreiras se tornam mais suaves e o convívio é muito positivo.
É preciso, naturalmente, lutar contra o preconceito. Também é necessária muita criatividade para adaptar a metodologia de ensino de modo que todas as crianças possam aprender. Mas, no final, é bem possível que a solidariedade entre elas mostre à escola como é gostoso conhecer o "outro", que até então era "diferente" e, com a convivência, se mostra apenas como alguém que tem outras necessidades e muito o que aprender, como qualquer criança.
A colaboração de diferentes profissionais enriquece o trabalho da escola. Junto com os professores, podem atuar fonoaudiólogos, psicólogos, neurologistas, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas. A escola como espaço de inclusão só vem a colaborar para o desenvolvimento mais saudável da criança especial. Para ela, significa mais do que uma instituição de ensino: torna-se espaço terapêutico.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

quinta-feira, 10 de março de 2011

Poesia Potiguar - Projeto Poesia Circular

Dia Nacional da Poesia - 14 de março

TROVA

Poesia é como semente
que em boa terra se planta,
que o povo entende e que sente,
que se recita e se canta.

BENTO de Carvalho RABELO - Nasceu em Natal(RN), no dia 12 de setembro de 1915. Poeta trovador e escritor com vários livros publicados. Foi cantor evangélico tendo gravado vários discos. Pertenceu à Academia de Trovas do RN. Faleceu em 28 de novembro de 1995.

 

CAMINHO DO SERTÃO

A meu irmão João Cancio
Tão longe a casa!... Nem siquer alcanço
Vêl-a, atravéz da matta. Nos caminhos,
A sombra desce... E, sem achar descanço,
Vamos, nós dois, meu pobre irmão, sosinhos!
E' noite, já! Como, em feliz remanso,
Dormem as aves nos pequenos ninhos...
Vamos mais devagar... de manso e manso,
Para não assustar os passarinhos.
Brilham estrellas... Todo o céo parece
Rezar de joelhos a chorosa prece,
Que a Noite ensina ao desespero e á dôr...
Ao longe, a Lua vem dourando a treva,
Thuribulo immenso, para Deus eleva
O incenso agreste da jurema em flor.

AUTA DE SOUZA (1876-1901) - Nasceu???? ? em Macaíba-RN, na rua do Comércio. Morreu, em plena juventude, aos 24 anos (e alguns meses), acometida de tuberculose, em Natal, no dia 07 de Fevereiro. Publicou uma única obra, HORTO, em 1900, edição da Tipografia da República, com prefácio do poeta Olavo Bilac.
 

SOMBRAS DA NOITE

Eu amo as sombras que tremulosas
Descem, de luto cobrindo as leiras,
- Ora perdidas nas capoeiras,
- Ora nas vargens silenciosas.
Sombras de longe, sombras saudosas,
Sobre colinas, sombras ligeiras,
Aves noturnas pelas esteiras
Da imensidade de nebulosas.
Nos dilatados, bravios mares,
Sombras inquietas e viajantes,
Iguais às sombras dos meus pesares.
Na praia algente de branca areia,
- Sombras que eu amo, sombras errantes
Das noites claras de lua cheia!

FERREIRA ITAJUBÁ(1875-1912)- Manuel Virgílio Ferreira nasceu n????s?a atual Rua Chile, nº 63, no bairro boêmio da Ribeira. Era filho de pai pescador e mãe que se dedicava ao artesanato de renda. Publicou os seguintes livros: TERRA NATAL, HARMONIAS DO NORTE, LENDA DE EXTREMOZ e PERFIL DE JESUS.


Canta alegre os passarinhos
do outro lado do rio
uns cantam por que tem fome
outros cantam por ter frio
uns cantam de papo cheio
outros, de papo vazio.

FABIÃO HERMENEGILDO FERREIRA DA ROCHA (1848-1928) - Notável poeta popular, nasceu na Fazenda "Queimadas", atual município de Lagoa de Velho(RN). Era cantador, que invés da viola, acompanhava-se de uma rabeca. Conhecido como "poeta das vaqueijadas", deixou inúmeros romances sobre bois e cavalos de sua região.


NAMÔRO VÉIO

A lúa vinha cantando,
Suas canção pratiada!
Parô tão disfigurada...
Ficô oiando pru Má
E o Má sortando um gemido,
Limpô os oio no vistido
prateado de Luá.

RENATO CALDAS (1902- ) - Nasceu em Assu-RN, a 08 de Outubro. Além de poeta popular, destacou-se como um notável seresteiro das noites assuense. O seu mais famoso livro "FULÔ DO MATO", alcançou a 6a. Edição, em 1984.


A PONTE

Salto esculpido
sobre o vão
do espaço
em chão
de pedra e de aço
onde não permaneço
-passo.

ZILA MAMEDE(1928-1990). Zila Mamede é natural de Nova Palmeira(PB). Veio para o RN muito cedo, tornando-se natalense de coração. Formou-se em Biblioteconomia. Publicou ROSA DE PEDRA(1953), SALINAS(1958), O ARADO(1959) e CORPO A CORPO(1975/1978) e Estudos bibliográficos sobre Câmara Cascudo e João Cabral de Melo Neto.


Veja mais em:

Leia também as postagens anteriores:

terça-feira, 8 de março de 2011

Minha casinha de selinhos

 


Oi gente querida, venho apresentar o meu mais novo cantinho.

A Casa dos Mimos
Uma casinha mimosa e cheia de carinho para dar.
Espero todos vocês lá!

Beijinhos!
Olímpia

sábado, 5 de março de 2011

Carnaval com a Turma da Mônica - para colorir

 Oi gente, o descolorido ainda não está muito bom não, mas estou aprendendo. Aos poucos acho que pode melhorar. Trouxe essas imagens da Turminha. em ritmo de carnaval. para a criançada aproveitar.

     

   

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget

My Headlines

 
Template By:
  • Giovana Templates