terça-feira, 22 de setembro de 2009

Cartão de Aniversário - porquinha


Cartão de aniversário para a minha querida filha
que está anive
rsariando hoje
(22 de setembro) abrindo a primav
era.
Muitas felicidades, lindi
nha da mamãe!
Beij
inhos no coração!

Cartão de Aniversário - laço dourado


Cartão para as amigas que comemoraram
aniversário no dia 15 de setembro

Cartões de Aniversário - 15 anos


Cartão de aniversário de 15 anos
de Mylena

Cartões de Aniversário - Flor de Chita


Cartão que eu fiz para a minha amiga Morgana
que aniversariou em 29 de julho.
Capa de EVA com fita de cetim e flor de chita
.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Primavera

22 de Setembro

O frio do inverno passou! Os dias começam a ficar mais longos e quentes. As folhas e flores voltam a crescer nas árvores, os animais saem das suas tocas, a natureza parece despertar. É neste período que os animais se acasalam, constroem seus ninhos e têm filhotes.

A primavera é uma beleza, as flores pintam a natureza com suas cores maravilhosas. É uma época muito agradável para passear no campo e aproveitar para fazer um grande e divertido piquenique.

Fonte: Smart kids

Para colorir


Desenho Primavera para colorir

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

A primavera à nossa porta

Primavera
Cecília Meireles

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.


Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.


terça-feira, 8 de setembro de 2009

Novo Blog - Varinha de Condão

thfada_beijo.gif fada beijos image by Rose_fadita
Venho convidar vocês para conhecer
o meu mais novo cantinho.
O blog
VARINHA DE CONDÃO
Ele ainda está um bebezinho, mas já é o meu xodozinho
e estou muito feliz com essa criação.
Espero a visita de vocês lá, ok?

htpp://varinhadecondao-9.blogspot.com



Faça uma visitinha ao Varinha de Condão
e leve como lembrancinha o
selo de inauguração

Beijinhos!

Olímpia

domingo, 6 de setembro de 2009

Dicas de Alfabetização

Estimular a leitura é o primeiro passo para incentivar a escrita

Inserir todas as crianças de seis anos em um ambiente alfabetizador foi um dos principais objetivos da aprovação do Ensino Fundamental de 9 anos, em fevereiro de 2006. A medida beneficiou crianças que não tinham acesso à Educação Infantil, ficando, muitas vezes, completamente distantes da cultura escrita - o que poderia representar um obstáculo para a sua experiência futura de alfabetização.

Apesar de a medida ser um passo importante, Telma Weisz, criadora do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores (Profa), do Ministério da Educação, acredita que ainda há muito a aprimorar na questão da alfabetização, sobretudo porque a tarefa não é apenas dos professores das séries iniciais. "Estamos sempre nos alfabetizando, a cada novo tipo de texto com o qual entramos em contato durante a vida", afirma.

Por essa razão, tratar leitura e escrita como conteúdo central em todos os estágios é a maior garantia de sucesso que as escolas podem ter para inserir os estudantes na sociedade. É o que fazem muitas professoras de 1ª a 4ª série de Catas Altas (MG), capacitadas pelo Programa Escola que Vale. Mesmo recebendo crianças que não nunca tiveram contato com o chamado mundo letrado antes da 1ª série, os educadores conseguem alfabetizar ao final de um ano.
"Um fator determinante para a alfabetização é a crença do professor de que o aluno pode aprender, independentemente de sua condição social", diz Antônio Augusto Gomes Batista, diretor do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Universidade Federal de Minas Gerais. Esse olhar do docente abre as portas do mundo da escrita para os que vêm de ambientes que não ofereceram essa bagagem.

No município de São José dos Campos (SP), professores de Educação Infantil tentam evitar essa defasagem, lendo diariamente para os pequenos. Assim, por meio de brincadeiras, criam situações das quais a língua escrita faz parte. Já em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, duas especialistas de Língua Portuguesa e Ciências tiveram de correr atrás do prejuízo com turmas de 5ª série que ainda apresentavam problemas de escrita. Para isso, aliaram muita leitura a um trabalho sobre prevenção à aids, que fazia sentido para eles e tinha uma função social.


Leia mais em:
 http://educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/dicas-alfabetizacao-403863.shtml

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget

My Headlines

 
Template By:
  • Giovana Templates